Publicado por: monge pensador | 11/06/2009

Pensando…

 Tudo é pensamento. A vida é uma sucessão de idéias e pensamentos encadeados no tempo e no espaço. É gratificante saber que podemos materializar nossas emoções, criações, conceitos e visão do mundo subjetivo através da expressão concreta e material. De que valeria a vida se ficássemos enclausurados no nosso próprio interior. Não vivemos numa caverna sem acesso para o real. A palavra nos permite abrir a alma e derramá-la sobre tudo. Abençoada seja a palavra!!

Eu sou um pensador. Dentro de mim mora um monge sensor, amigo e crítico que controla minhas ações, conceitos e criatividade. Por meu intermédio ele se manifesta.

RECICLAGEM

Trecho do livro “Educação ou adestramento ambiental”
 

  * A Dra. Paula Brügger é professora do Deptº de Ecologia e Zoologia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), onde leciona “Conservação de Recursos Naturais” e “Meio Ambiente e Desenvolvimento”. Graduou-se em Biologia e fez especialização em Hidroecologia. Fez seu mestrado em Educação, “Ciência e Educação”, e doutorado em Ciências Sociais, “Sociedade e Meio Ambiente”. 

“A reciclagem – vista como um fim em si mesmo -, tem ainda outros

 impactos negativos no universo ético e pedagógico. Na medida em que se 

estimula a reciclagem, somente, cria-se uma mentalidade de que não é

preciso mais reduzir ou reutilizar, a não ser por necessidade, já que

tudo pode (teoricamente) ser reciclado. Esse “teoricamente” é

justamente um dos problemas porque nem tudo o que é reciclável, é

efetivamente reciclado. O estímulo à reciclagem tout court pode ter

ainda um efeito pedagógico indesejável quando as escolas organizam

gincanas cuja premiação se baseia na quantidade de sucata juntada.

Professores com uma visão mais crítica observaram que em muitos casos

as crianças pediam para que seus pais aumentassem o volume de compra

de itens recicláveis a fim de alcançarem a meta proposta pela gincana

e assim vencerem. O aprendizado “oculto”, porém efetivo, nesses casos

acaba sendo um estímulo ao consumismo e à competitividade, valores que

se encontram na contramão das visões críticas sobre a questão

ambiental,  e que deveriam ser precisamente combatidos ou pelo menos

rediscutidos. A forma como a questão do lixo vem sendo abordada na

educação (tanto formal quanto informal) ilustra muito bem de que

maneira um tema que deveria ser “gerador” ou “fio condutor” se

adultera em um tipo de instrução de caráter essencialmente técnico,

que mais se assemelha a um “adestramento”, como destaquei no segundo

capitulo. E isso acontece porque, mais uma vez, as possíveis soluções

para o problema em questão são encaradas sob uma perspectiva meramente

técnica (p.100)”(da 3ª edição) da Profª. Dra. Paula Brügger* (UFSC)

Spam, um lixo que custa caro

Relatório da I.C.F. International revela números alarmantes sobre as emissões de gases do efeito estufa causadas pela circulação de spams na internet

http://www.planeta-inteligente.com/page/article/id/38/Spam-um-lixo-que-custa-caro


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: